Bruno

is creating Quadrinhos
Select a membership level
$1
per month
Você ganha minha simpatia eterna
$2
per month
Você ganha minha simpatia eterna + extra queijo
$5
per month
Você ganha mais intimidade e pode me insultar à vontade, além de sugerir temas e participar do grupo dos patrões

2

patrons

$5

per month

About Bruno

Oi, tudo bem?
Meu nome é Bruno Maron. Não sou de direita, mas também nem taaanto de esquerda, talvez 33% à esquerda do espectro politico, o que não significa muita coisa.

Também sou o que podemos chamar de FRANGOTE. O que é um frango? É aquele cara da classe média que viveu numa bolha de proteção e teve pouco contato com a faceta barra pesada da vida brasileira. Branco drama, a pele fina, o joelho ralado da queda de skate e o band-aid do Mickey. Enfim, um biografia, insossa, insípida e inodora.

Mas devo fazer uma ressalva: fui um menino muito feio e cabeçudinho na infância. E como diria um grande amigo meu, “nada mais triste que a infância do feio.” Nesse ponto eu sofri, fiquei tímido e extremamente passivo.

Vamos pular alguns anos nessa história chumbrega e chegar até 2010 quando, tardiamente, resolvi fazer quadrinhos e criei o blog Dinâmica de Bruto. 



Através da supracitada plataforma, tive a oportunidade de exorcizar alguns demônios relacionados à essa tristeza do rapaz passivo e feiosinho que eu sempre fui. Nessa avalanche de chorume, ressentimentos intelectuais de grosso calibre também foram expelidos, afinal, sempre invejei os intelectuais de esqueleto poroso. Por que invejei? Porque eles também foram frangos, porém, conseguiram dar a volta por cima na vida adulta e desfrutam de um luxo oriental nas cátedras dessa nação bolchevotropicalista.

Meus primeiros anos como quadrinista foram muito divertidos e regados à muito pão na chapa e cafezinho. Primeiro no Rio de Janeiro, balneário onde nasci e sofri os horrores da era Sarney e do ministro Dilson Funaro. Posteriormente a diversão migrou para São Paulo, meu domicílio atual.

Vou ser sincero: a diversão acabou. Amigos, estou chegando perto dos 40 anos e uma temerária queda de cabelos volta a me assombrar. Não quero fazer o Carbono 14 da minha vida capilar e entrar na paranoia, só quero seguir em frente com o olhar rutilante. Amiúde preciso de AJUDA. Minha alimentação à base de SARDINHAS COQUEIRO não tá dando conta do recado pois as exigências da vida adulta encravam, nesse momento, uma unha no meu calcanhar ao mesmo tempo que uma sensação estranha de cagar pra dentro se avoluma.

Sempre digo que as pessoas ficam infantilizadas com o dinheiro. Mas o que dizer de mim? Eu sou INFANTILIZADO SEM DINHEIRO!! A conclusão é óbvia: eu tô carcomido pela inveja de quem tem grana.

A vida me encurralou, preciso virar adulto. Mas como? COM MAIS DINHEIRO. Vocês precisam me ajudar a ser maduro. Estou me afastando das pessoas da minha faixa etária pois elas são maduras: comem em restaurantes caros, falam com tom de voz baixa, são ponderadas e viajam bastante. Eles têm a placidez dos 5 dígitos, voltam da Europa JÁ PROGRAMANDO A PRÓXIMA VIAGEM, o que denota um quadro abusivo de psicopatia financeira. É lindo.

Não quero chegar nesse ponto, apenas quero chegar distinto, sem cera no ouvido, e pagar um jantar sem que, no meio desse mesmo jantar, eu me engasgue no fricassê fazendo cálculos mentais da minha dívida no Itaú pra saber se vou ficar muito fôdido depois do desjejum.

Prometo não ficar marrento com a grana. Inclusive minha ideia é tirar fotos mensais do que eu conseguir comprar com o montante de cada mês. Recebi 15 reais em abril? Tiro foto de um PF pago pelos fãs.



Mas não me ajudem MUITO, pois a marra pode pintar e eu confesso: sou um burguesinho pseudointelectual meio ambicioso, só não tenho a barba dos ambiciosos. O meu sonho, de verdade, é protagonizar aquela cena do jantar final do filme INVASÕES BÁRBARAS, numa pororoca de afetação cultural sentindo o cheiro dos móveis de jacarandá-mimoso.



Pra falar a verdade eu morro de medo de ter muito dinheiro e me tornar extremamente arrogante. Em meus delirios mais dadaístas, me imagino podre de rico tomando banho num chuveiro que jorra alcaparras. Isso é muito escroto.

Sou talhado pro sufoco e tendo em vista que o perrengue financeiro é um grande motor do meu trabalho, pense bem antes de me ajudar. Você que sabe.

Agradeço a colaboração. Um forte abraço aos amigxs.


Goals
$5 of $200 per month
Com essa grana eu consigo pagar algumas contas, me alimentar relativamente bem e fazer compras no supermercado DIA. Pra quem não sabe, é um supermercado de São Paulo que tem aquele climinha de União Soviética. Me sinto na Romênia de 1973 quando entro lá...há emoção envolvida no itinerário.
1 of 3

Recent posts by Bruno

How it works

Get started in 2 minutes

Choose a membership
Sign up
Add a payment method
Get rewards